Vacinação Contra Hepatite B Amplia Faixa de Imunização

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo inicia nesta semana uma “força-tarefa” em todo o Estado para imunizar cerca de 5,8 milhões de paulistas contra a hepatite B.

A vacina, que estava disponível até o ano passado para a população desde o nascimento até 24 anos de idade, agora também será oferecida gratuitamente, pelo SUS (Sistema Único de Saúde) as 3,7 milhões de pessoas que possuem entre 25 e 29 anos em todo o Estado. Outros 2,1 milhões de paulistas com até 24 anos ainda não completaram o esquema completo de três doses para imunização contra a doença.

Para atingir o novo público, a quantidade de vacinas adquiridas foi ampliada em 163%, chegando a 83,2 milhões doses. Em 70% dos casos, a doença não apresenta sintomas.

Segundo o Ministério da Saúde, em 2009, foram confirmados 14.601 casos de hepatite B, chegando a 94.044 acumulados entre 1999 e 2009, marca considerada baixa de acordo com critérios da Organização Mundial da Saúde (OMS). Dos adultos infectados cerca de 5% a 10% terão hepatite B crônica, daí a extensão da faixa etária dessa vacina no SUS.

O objetivo desta intensificação nos meses de janeiro e fevereiro é aproveitar o período de férias escolares para imunizar a população contra a doença, principalmente os adolescentes com idades entre 15 e 19 anos.

Dados da Secretaria apontam que um em cada três paulistas nesta faixa etária ainda não foi imunizado contra a hepatite B, apesar de a vacina estar disponível gratuitamente nos postos de saúde.

Helena Sato, diretora de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde, afirma que a vacina é a melhor forma de prevenção contra a hepatite B e acha importante aproveitar o período de férias para ir ao posto de saúde e colocar a carteira em dia.

Os postos de saúde funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Além da população com até 29 anos de idade, a vacina contra hepatite B está disponível gratuitamente para pessoas em estado de vulnerabilidade, como profissionais do sexo, gestantes, usuários de drogas injetáveis, manicures, podólogos, profissionais da área da saúde, caminhoneiros, bombeiros, policiais civis, militares e rodoviários, doadores de sangue e coletores de lixo domiciliar e hospitalar.

Para ficar completamente protegido contra a doença é preciso tomar três doses da vacina. A segunda dose acontece um mês depois da inicial. A terceira, após seis meses. A Secretaria entrou em contato com as administrações municipais para que a vacinação seja reforçada nos próximos dois meses.

A hepatite B é uma infecção do fígado que pode tornar-se crônica. A transmissão pode ocorrer pela relação sexual desprotegida, pelo compartilhamento de lâminas de barbear e de depilar, escovas de dentes, alicates de unha, materiais para colocação de piercing e tatuagens, instrumentos para uso de drogas, acidentes com exposição a material biológico e procedimentos cirúrgicos, odontológicos e de hemodiálise, em que não se aplicam as normas adequadas de biossegurança.

Fonte: http://notícias.uol.com.br

162 thoughts on “Vacinação Contra Hepatite B Amplia Faixa de Imunização

  1. Pingback: Philips AccentLED

  2. Pingback: seducing women

  3. Pingback: joe rocket motorcycle jacket

  4. Pingback: Bed And Breakfast in Aylesbury

  5. Pingback: MR16 Light

  6. Pingback: skin care

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *