facebook twitter youtube
Acompanhe:

Estudo com novo Tratamento Gratuito para Portadores de Lúpus em São Paulo

19 comentários

O Centro de Pesquisa Clínica da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente) está participando de um Estudo Clínico para tratamento de Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES), com BELIMUMAB (Benlysta®) subcutâneo.

Os interessados em participar deste estudo, deverão entrar em contato com Rose pelo telefone: (11) 5904-8030 ou pelo email: rcapel@aacd.org.br

Você também poderá preencher um cadastro de interesse no Tratamento para a AACD, para isso clique aqui. 

  1. Patricia Dias disse:

    Gostaria de saber mais sobre o assunto e se hoje temos nós portadores de lúpus, o direito á aposentadoria!

    • Descobri que sou portadora de lúpus há 13 anos faço acompanhamento com reumatologista trimestralmente, os medicamentos são muitos caros sem contar o protetor solar, estamos conseguindo controlar com a ajuda de Deus, medicação e todos os cuidados possíveis. Aqui onde eu moro e muito difícil, já fiz acompanhamento em varias cidades distantes, há 03 anos conseguir um reumatologista na cidade vizinha e graças a Deus tem dado certo o tratamento e é bem próximo da minha casa.

  2. Olá Patricia,

    para participar e obter informações preencha o cadastro no link acima. Para saber sobre aposentadoria consulte seu reumatologista, ele poderá analisar seu caso.

  3. Como posso conseguir tratamento para o LUPUS aqui em Recife?

  4. inaldo bazilio disse:

    Bom dia rosana! Eu sofro com espondiloartrose e o reumatologista solicitou exame de lúpus. Uma médica sugeriu que eu fizesse um tratamento com energia bioquantica. Hoje estou fazendo o tratamento e já estou muito melhor que antes. Já foi até reduzida as dosagens de medicamentos. Se vc quiser obter um contato por email, fale com telma79oliveira@gmail.com, desejo melhoras com muitas bençãos de DEUS.

  5. Patricia disse:

    Bom dia!
    Minha cunhada descobriu no ano passado que tem lupus, e gostaria de saber mais a respeito da doença e de tratamentos alternativos, pois como todos que possuem essa dença ela sofre muito, agora vai entrar com o imunosupressor e esta com bastante medo das reaçoes , alem de estar muito depressiva, tenho orado muito por ela mais gostaria de poder ajudar de alguma outra maneira, por favor se alguem souber sobre esses tratamentos alternativos aqui no estado do Rio de Janeiro moramos elm Itaboraí, quem puder me ajudar entre em contato comigo, pcmanhaess@gmail.com ou pelo tel (021)98696-4283 desde ja agradeço, que Deus os abençoe!!

  6. Patricia disse:

    Obrigada

  7. nelmidia disse:

    boa a tarde sou estudante da área da saúde e gostaria de saber de que forma e quais sãos tratamentos fisioterapeuticos utilizados em pacientes portadores do lupus.

  8. Patrícia Oliveira disse:

    Boa tarde, descobri que tenho LES há treze anos e meio, tenho feito exames de insulina e tem dado 33,04 um/L, será que o Lúpus tem algo haver com esse resultado, embora minha glicose seja 92mg/dl?.Obrigada.

  9. Olá tenho 20 anos
    Descobri o lúpus á 1 ano, venho tentando negar a doença, mas os sintomas tem piorado bastante.Desejo saber se tem algum tratamento para o lúpus gratuito no Rio de Janeiro.

  10. Há algum hospital de referência aqui em Belo Horizonte/Minas Gerais onde poderíamos fazer o tratamento gratuito com o Benlysta.

  11. Jovana Carvalho Oliveira disse:

    Tenho 12 anos fui diagnosticada com lúpus em 2014
    e desde então tem sido uma correria só, na minha cidade não tem reumatologista só na cidade vizinha a 200 km e os exames também não são feitos na minha cidade temos que rodar mais 200 km eu tem dias que me sinto muito mal com dores e febre que aparece do nada. Vocês podem me ajudar??

  12. Eloisa Mascarenhas disse:

    Prezados, procuro atendimento médico gratuito, pois não tenho condições de arcar com gastos de consulta, exames e medicamentos. O fato é que recentemente, cerca de dois meses, apareceram manchas brancas nas minhas unhas dos dedões dos pés. Fui pesquisar o que isso poderia ser, e encontrei a possibilidade de ser portadora de LES. Destaco que tenho 26 anos e venho sofrendo com dores nas articulações das mãos há mais de 10 anos, dores nos joelhos há mais de 5 anos e dores nos pés há mais de 3 anos. Em abril de 2013, fui diagnosticada com pneumonia e levei mais de 4 semanas para me restabelecer após ser alterado o medicamento 3 vezes. Depois disso, continuei sentindo dor do lado direito do meu tórax. Esta dor persiste até hoje e agrava quanto fico gripada. Recentemente tenho sentido muito formigamento nos braços e pernas, além de dormência. Tem dias que sou tomada por um cansaço que me deixa completamente desanimada para sair de casa ou trabalhar. Até mesmo estudar tem sido difícil. Às vezes, esqueço de coisas importantes. Coloco dinheiro em algum lugar em casa. Depois de algum tempo, sem me dar conta, encontro ao fazer alguma arrumação o inesperado “prêmio”. Quando ligam para meu telefone, meu coração começa a palpitar fortemente e fico com medo de atender e ao mesmo tempo preocupada com o que vou falar, se vou gaguejar… Em 2009, fui diagnosticada com adenoma hipofisario. Cheguei a tomar duas caixas de doxtinex em razão da galactorréia, mas tive que parar o tratamento porque não tinha condições de comprar o medicamento.
    Enfim, esses são meus principais relatos. Gostaria de saber o que eu posso fazer para buscar atendimento e tratamento, se necessário, posto que em minha região, no Posto de Saúde, não tem nem mesmo clínico geral para me atender.
    Atenciosamente,
    Eloisa

  13. Olá
    Gostaria de saber se há tratamento psicológico gratuito para portadores de lupus em SP- capital.

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*